03.NOV

Sites responsivos: a resposta aos novos dispositivos

Sites responsivos: a resposta aos novos dispositivos

Você chega a uma loja e encontra um sofá do jeito que você quer, que vai combinar com a decoração da sala, que vai deixá-lo tão acomodado quanto o seu cantinho atual. Você decide comprá-lo, mas chegando em casa percebe que ele não entra.

Não passa pela janela, não passa pela porta, não passa deitado, não passa de ponta-cabeça, não passa de cabeça-ponta. Não passa.

O que fazer? Mudar de casa? Fazer uma reforma? Parece mais simples desistir do móvel, não é?

Em um ambiente virtual, a mobília em questão pode ser o seu site, que não se adapta à casa do seu cliente que pode, facilmente, procurar outra página.

Entretanto, no mundo virtual você pode oferecer ao seu cliente um mobiliário totalmente adaptável, que entre em qualquer ambiente. Essa possibilidade existe graças aos sites responsivos, que adaptam o seu conteúdo e design a qualquer tipo de dispositivo, browser ou resolução de tela.

Sites responsivos
Em uma definição rápida, responsivo é aquilo que tem uma resposta. Ou seja, um site responsivo é aquele que responde, se adaptando ao dispositivo em que ele é utilizado.

Desktops, tablets, celulares, televisores, navegadores, telas maximizadas, telas pequenas, médias, grandes…os sites responsivos são compatíveis com tudo e todos.

Estruturados por meio de técnicas em HTML e CSS, os sites responsivos fazem com que os elementos da página sejam reposicionados mantendo as características da sua página como se ela estivesse em uma tela cheia. Dessa maneira não é preciso utilizar uma barra de rolagem horizontal e nem mesmo ampliar ou reduzir a página para poder ver aquilo que deseja.

Outra grande facilidade criada pelos sites responsivos é que com eles não é mais necessária a criação de uma versão mobile. Ou seja, você não precisa criar uma opção do seu site para computadores e outra para dispositivos móveis. Somente um website é suficiente para todos os dispositivos.

E como isso funciona na prática? Uma pequena amostra pode ser vista abaixo nos gifs criados pela empresa americana Froont, que mostra as diversas diferenças entre os sites comuns e os responsivos.

Confira:

responsivo-adaptivo unidade_relativa_unidade_estatica fluido_estatico breakpoints objetos_unidos tamanho_maximo desktop_primeiro_mobile_primeiro vetores_imagens fontes_sistema_webfontes

 

 

 

 

 

Um comentário em “Sites responsivos: a resposta aos novos dispositivos”

O que você acha sobre isso?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comentários

  1. Criar um site responsivo e uma forma de se antecipar a criacao de novos dispositivos com diferentes tamanhos de tela. Independente do dispositivo no qual o seu site sera acessado ele sempre funcionara corretamente e oferecera a melhor navegacao para o usuario.

Soluções