22.OUT

Photoshop: Tá na mão

Photoshop: Tá na mão

Sabe aquela alteraçãozinha que o cliente pede e que dá uma pequena raiva, uma pequena preguiça e uma pequena sensação de que alguém está com o controle remoto da sua vida apertando o rewind?

Juntos esses três sentimentos formam o Megazord da resignação. Você respira fundo e cumpre a missão de fazer o que tem que ser feito.

Embora esse pareça um exercício de paciência, imagine a serenidade necessária se as alterações precisassem ser feitas à mão. Sim, porque apesar de o photoshop ser fundamental como o ar nos dias de hoje nem sempre ele existiu.

Se você não viveu essa época ou ainda se dedicava aos desenhos infantis confira o vídeo abaixo e veja como era feito um anúncio na era pré-photoshop:

Criado há 25 anos o Photoshop fez com que as alterações pudessem ser feitas de uma maneira muito mais rápida, simples e prática e você ainda reclama da vida.

Mas, isso não resolveu todos os problemas. Até mesmo por que quando foi criado o software não era como o conhecemos hoje. Você lembra?

Nem eu.

Mas John Knoll, um dos criadores da primeira versão do programa, lembra e mostra no vídeo abaixo:

Mas, embora o Photoshop esteja no ponto mais alto da sua escala evolutiva ele pode ser ainda melhor se combinado com um gadget que corresponde a uma interface analógica.

Hã?

Isso mesmo. O Palette é um acessório que permite selecionar os principais comandos do programa e modificá-los por meio de botões, dials e sliders.

Selecionando controles como brilho, contraste e saturação, por exemplo, o acessório auxilia principalmente os fotógrafos, mas não só eles, uma vez que a ferramenta modular pode ser usada como joystick. Além disso, ele não é adaptável apenas ao Photoshop, mas também em programas como o Illustrator, InDesign, After Effects, Lightroom, Premiere Pro e softwares que trabalham com música.

O que você acha sobre isso?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Soluções