24.SET

O Google na sua porta

O Google na sua porta

Quando você busca uma informação ele está lá. Quando usa o celular ele está lá. Quando você está perdido ele está lá.

A novidade é que agora ele vai até a porta da sua casa lhe entregar produtos o mais rápido possível, talvez até no mesmo dia em que você fizer o pedido.

O Google, que já está presente em diversos momentos da sua vida virtual, agora pode se materializar na sua frente entregando-lhe produtos de mercearia, vestuário, saúde e beleza, além de acessórios como brinquedos e produtos para a casa e para o bebê.

Com o slogan “your everyday delivered” (“seu cotidiano entregue”), o Google Express atua em nove diferentes regiões. Dos Estados Unidos, é claro.

Sim amigos brasileiros, infelizmente em nosso país algumas coisas demoram um pouco mais para chegar.

rubinho-barrichello

O serviço do Google, na verdade, não é exatamente novo, até mesmo por que ele se colocou no mercado como uma resposta às entregas geridas pela Amazon (Amazon Prime). A novidade é que o Google Express expandiu recentemente os locais de atendimento e ampliou a sua própria confiança de entregar produtos no mesmo dia em que são pedidos ou, no máximo, um dia depois. Por esse motivo, ele passou a trabalhar também com produtos alimentícios.

Como funciona
Para que o seu pedido se torne concreto o mais rápido possível o Google conta com uma parceria com diversas empresas nos mais variados segmentos como Barnes & Noble, Cole Hardware, Costco, Fry’s Electronics, Guitar Center, L’Occitane, REI, Road Runner Sports, Target e Whole Foods.

Com as marcas e seus produtos reunidos em apenas um site (o do Google Express) o cliente faz o seu pedido e um funcionário da loja responsável recebe um aviso no celular. Depois de avisado ele separa o produto e entrega a um dos carros da frota do Google (que não, não é autônomo) para que ele leve até o cliente.

Para poder ter essa regalia o cliente deve desembolsar pela entrega o valor de US$ 95 por ano, US$ 10 por mês ou US$ 4,99 por pedido avulso (além, é claro, do preço dos produtos).

Esperamos que o serviço chegue ao Brasil tão rápido quanto as entregas do Google Express.

ayrton_senna

O que você acha sobre isso?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Soluções