07.OUT

Blog (corporativo) se mantém ativo

Blog (corporativo) se mantém ativo

Achavam que ele morreria, quando surpreendentemente ele declarou: “I Will be back”.

Não, não estamos falando de Arnold Schwarzenegger, mas sim do blog, este velhinho que continua com tudo em cima.

Com as diversas redes sociais pipocando para tudo quanto é lado havia a crença de que o blog, aquele site que surgiu como um “diário virtual”, teria seu fim decretado. Mas ao contrário do que se imaginava, ele está mais vivo do que nunca.

De acordo com a Universidade de Massachusetts o blog não só se manteve vivo como está crescendo. E não basta crescer, ele está crescendo forte. Por isso o relatório da universidade tem como base o grupo formado pelas empresas mais rentáveis do mundo, o seleto grupo Fortune 500.

Destas empresas, 34% delas mantém ativos seus blogs paralelamente ao uso das redes sociais. Parece pouco? Parece, mas não é. Especialmente por que em 2008 essa porcentagem era de apenas 16%, logo, o número de empresas que fazem parte da blogosfera cresceu mais do que o dobro.

Das 500 gigantes, 171 utilizam blogs corporativos, apostando no marketing de conteúdo para atrair e manter contato com o cliente.

Por que blogar?

Sim, é claro, se formos pensar no blog tal qual ele surgiu é claro que ele morreu. Ainda bem. Ele evoluiu.

Atualmente o blog é um grande atrativo para a página, trazendo credibilidade e proximidade das empresas com o cliente.

Outro bom motivo para que as empresas mantenham um blog corporativo é o fato de que ele é capaz de atrair visitas por um tempo indeterminado, enquanto as redes sociais se atêm aos contatos imediatos.

Além disso, por meio do blog a empresa coloca em discussão e expõe de uma maneira aprofundada a sua opinião sobre os assuntos que estão relacionados a ela e ao público, fazendo com que ela se posicione perante algum ponto específico e mostre para o público a “sua cara”.

Por isso o blog continua a todo vapor, mantendo o passado sem exterminar o futuro.

O que você acha sobre isso?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Soluções